Desmistificando a Book Proposal (Proposta de Livro)



Camy Herz


Temos um edital em aberto e, nele, pedimos uma Book Proposal (Proposta de Livro). Quem já está há mais tempo trabalhando com literatura sabe exatamente o que queremos, mas quem recém entrou neste mundo pode se sentir um pouco perdido, então estamos aqui para explicar um pouquinho sobre o que é essa proposta e o que as editoras esperam dela.


Separamos as perguntas que consideramos mais importantes, confere aí:



1. O que é a Book Proposal?


A Book Proposal, ou a Proposta de Livro, é a apresentação da pessoa autora e da obra. Ao publicarmos um livro, quem o escreveu é tão importante quanto a obra em si, porque as editoras procuram pessoas engajadas e que queiram ajudar na divulgação e na melhoria dos textos. Assim, essa apresentação serve para que saibamos se você é o tipo de autor que estamos procurando para a obra em questão.


O objetivo principal dessa Proposta é convencer quem está lendo de que você é uma pessoa engajada e que o investimento feito pelas editoras valerá a pena. Autores que já possuem engajamento nas mídias sociais ou que conhecem o mercado do livro tendem a ser mais atraentes por isso.



2. O que significa “conhecer o mercado do livro”?


O mercado do livro é o conjunto de profissionais envolvidos na produção, publicação e venda de livros. Escrever o texto é só o primeiro passo em todo um processo para que o livro seja compartilhado com o mundo. Existem cursos muito bons que abordam cada etapa em detalhes, como os da @liliancardoso, que são específicos para escritores, e também alguns da @universidadedolivro, que se concentra mais nos outros profissionais (revisores, diagramadores etc).


Saber os processos pelos quais o livro passa antes de ser publicado ajuda muito na hora de conversar com as editoras, porque a pessoa então já sabe o que esperar. É quase impossível que um livro seja publicado exatamente como o autor o envia, o que pode causar bastante frustração em quem esperava só enviar o arquivo e já pensar na diagramação. O texto primeiro passa pela preparação, depois pela revisão e é só depois que a diagramação e a capa entram em debate.



3. Qual a importância da Book Proposal?


Sem uma boa Proposta, as chances de uma editora ou de um agente literário te pedirem o texto integral diminuem muito. É inviável que as profissionais peçam textos integrais para a primeira fase de um edital, porque os textos podem ser muito longos. Vamos pegar o edital “Hora dos Vilões” de exemplo: Aceitamos textos de até 130 mil palavras; se todas as pessoas enviassem textos com mais de 100 mil palavras logo no primeiro momento, precisaríamos de meses para ler todo esse material. Então a Book Proposal serve como filtro para vermos se o texto é o que estamos procurando agora.


Ela é a sua apresentação, sua forma de convencer quem lê a investir em você. Se a Book Proposal não for bem feita e não chamar o interesse de quem faz essa seleção, é improvável que seu texto passe para a próxima fase do edital. Assim, é essencial que a proposta seja feita com cuidado. Se o texto tiver muitos erros gramaticais ou não chamar a atenção de quem lê, ou se você não se apresentar direito, é possível que você não tenha a chance de enviar o original completo.



4. Como fazer uma boa Book Proposal?


Aqui na Delphi, nós disponibilizamos um modelo já no formulário com as informações que queremos. Outras editoras podem não oferecer modelo algum ou pedir informações diferentes. É essencial ler com atenção o que é pedido em cada edital.


Lembre-se sempre de que essa Proposta é a maneira de apresentar seu trabalho, então fale das suas ideias de venda do livro, de possíveis volumes extras (em caso de série), se você já venceu algum prêmio, se já trabalhou com outras editoras… É muito importante que você mostre que está empolgada com seu texto e que deseja participar de cada etapa do processo, porque, como costumamos sempre repetir: literatura se faz em conjunto.


Fanfics também contam como experiência, viu? O Wattpad é uma das maiores plataformas de literatura virtual hoje, então contato com o público lá também é atraente para as editoras. Concentre-se no que você tem de melhor e venda seu peixe (digo, sua obra).




Nem é tão difícil, né? Aqui na Delphi pedimos para que a Book Proposal seja separada nos três elementos principais: a obra, a pessoa autora e o público leitor. Assim conseguimos ver quais experiências a pessoa autora possui e se ela sabe para quem escreve. Conhecer nosso público também é muito importante!


Espero que eu tenha conseguido sanar a maior parte das dúvidas de vocês. Deixamos aqui em anexo nosso modelo de Book Proposal para o caso de você querer dar uma olhadinha e o usar de modelo quando for montar a sua (e lembre-se: cada livro tem sua própria proposta! Não vale usar a mesma para duas obras).



25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Logo Delphi d Rosa.png
Design sem nome (5).png
Logo Delphi Roxo.png